Consultas espirituais, simpatias, amarrações amorosas, curas "divinas", etc; Afinal, o que há de verdade em tudo isso? (parte I)

01 MAI 2018
01 de Maio de 2018




ÁREAS  DE  INFLUÊNCIA  SATÂNICAS

 

Informação

 

 

"O que você vai ler agora e tirado de uma apostila escrita por RITA CABEZAS DE KRUMN, que na própria apostila ela autoriza a divulgação da mesma."

Este material nos chegou as mãos e achamos que deveríamos divulgá-lo e você é quem vai tirar suas próprias conclusões. O Espírito Santo pode te dar todas as instruções.

 

I N T R O D U Ç Ã O

 

Diz RITA: A informação que eu estou pretendendo passar para você, vem de minha própria experiência. Eu não pretendo criar nenhuma doutrina através disso. Primeiramente minha pretensão é compartilhar com você algumas coisas que tem acontecimento a mim nos últimos anos enquanto estive envolvida no ministério de Libertação. A minha oração é que o Deus Todo Poderoso venha dar a cada um dos leitores o seu dom de discernimento.

Eu peço que o Espírito Santo de Deus possa guiar sua reação quanto  a essa matéria que estou apresentando. Se ele confirmar a você a  validade dessa informação, incorpore-a ao seu ministério, se não, não dê atenção, porque, somente Ele é aquele que pode revelar se a minha interpretação desses fatos é correta ou não.( OS NOMES DOS DEMÔNIOS ESTARÃO EM LETRAS MAIÚSCULAS, NÃO PARA EXALTÁ-LOS E SIM PARA SEREM MELHOR IDENTIFICADOS)

 

DESCOBRINDO A HIERARQUIA DEMONÍACA

 

Durante os anos que eu ministrei libertação espiritual a muitas pessoas, eu percebi que existiam diferenças na força entre os demônios. Alguns eram definitivamente mais poderosos que outros.

Muitas vezes, quando eu comandava um demônio para que ele me dissesse  seu nome, alguns deles se identificavam como BEELZEBÚ. Quando isso acontecia, a manifestação através do corpo da pessoa, tornava-se muito mais forte e violenta. Naquela ocasião eu pensava que SATANÁS e BEELZEBÚ eram dois demônios diferentes de um mesmo ser espiritual e eu nunca cria no demônio quando ele me dava esse nome. Eu respondia: "Você está mentindo. Satanás tem coisas muito mais importantes do que se incorporar numa pessoa. Você é apenas um demônio".

Foi somente mais tarde que eu comecei a compreender mais sobre a  organização demoníaca mencionada em Efésios 6:12. Através de uma série de eventos, Deus permitiu-me entender melhor a hierarquia satânica espiritual.


Uma tarde, uma paciente minha, trouxe-me  uma parente sua que tinha um sério problema conjugal. Essa mulher pertencia a uma das famílias mais influentes entre os políticos da Costa Rica. Ela desejava que eu a tratasse profissionalmente, tendo em vista que sou um psicóloga .

Nós gastamos duas horas na sessão de aconselhamento e, no final, eu perguntei se ela me permitiria orar pelo seu casamento. Ela consentiu, e eu, então, comecei pedir a Deus que interviesse no relacionamento com seu esposo. E, quando eu comecei a orar, ela começou a tremer violentamente e começou a gritar: "O que está acontecendo comigo? Eu não posso controlar o meu corpo. Ó Deus me ajude."


Devido a minha experiência na área de confrontação demoníaca me foi possível identificar sua reação como sendo uma manifestação demoníaca. Eu disse: Pai celestial, por favor, quebre o poder de todas as forças demoníacas que estão tentando destruir o casamento desta mulher. Tão logo eu acabei de falar isso, a manifestação se tornou mais intensa e um demônio gritou, dizendo que ele havia entrado nessa mulher através  de feitiçaria que tinha sido realizada com o propósito expresso de destruir o seu casamento. Foi a amante do marido que havia feito isso.


Eu comandei o demônio para que me revelasse o seu nome, mas ele se recusou repetidamente. Finalmente, eu ordenei que a manifestação cessasse porque minha paciente estava visivelmente perturbada e confusa pelo que estava acontecendo e não estava entendendo com quem eu estava falando. Eu expliquei-lhe o que tinha acabado de experimentar era uma manifestação demoníaca e que a informação dada através  de sua boca veio de um espírito imundo. Eu expliquei que, pelo fato de Ter sido feito um trabalho de feitiçaria contra seu casamento, ela deveria comparecer a sessões de libertação e marquei um encontro com essa finalidade para dois  dias mais tarde.


Depois de Ter-me despedido dela, eu me senti intrigada e, ao mesmo tempo, irritada porque o espírito havia se recusado a dar seu nome e pelo fato de eu não Ter tido possibilidade de libertá-la. Até aquele ponto eu geralmente tinha conseguido que os demônios falassem seus nomes; o que me aborreceu  demais, foi que, nessa ocasião, isso não tinha ocorrido. Parecia-me que esse espírito era mais forte de que os outros, e que eu já tinha confrontado anteriormente.

Eu estava realmente confusa e comecei pedir a Deus que me ajudasse a esclarecer essa situação. Eu pedi a Ele que me revelasse o nome daquele espírito. Deus ouviu minha oração e trouxe-me resposta exatamente no dia seguinte, através de outro paciente.


No outro dia uma outra mulher veio ao meu consultório pela primeira vez. Ela me disse que apesar  de ser, agora, uma cristã, sua mãe e ela tinham estado profundamente envolvidas no ocultismo. Ela compartilhou comigo que certa vez  tinha assistido a um filme sobre um demônio muito poderoso chamado ASMODEUS. A impressão que ela tinha tido desse demônio tinha sido tão grande que ela voltou para casa e o invocou pedindo que ele viesse morar nela e lhe desse o seu poder, em outras palavras ela tinha feito um pacto com ele.

Essa mulher contou-me certas coisas sobre o ASMODEUS. Ela disse: Ele não é um demônio qualquer, ele é poderoso e a sua influência é muito forte na Costa Rica. Eu tinha sido cristã já há alguns anos, mas eu não tenho conseguido me livrar dele. Ele ainda está comigo. Eu preciso de ajuda. Por favor, expulse-o de mim. Eu ouvi dizer que você é uma psicóloga, que, também sabe como expulsar demônios.


Eu concordei em ajudá-la e começamos a confrontar ASMODEUS. Eu amarrei o seu poder, o repreendi, e comandei que se manifestasse , mas, por muito tempo não houve nenhuma resposta. Mas eu senti que deveria continuar e, como ele deveria ser um pouco mais forte do que os outros, ele poderia estar resistindo ao meu comando para se manifestar e a sua resistência poderia ser maior do que a de um  demônio mais fraco. Finalmente a voz respondeu: "O que é que você quer Rita?".

Eu me senti grandemente aliviada pelo fato de que a sua resistência tinha sido quebrada e, ao mesmo tempo, eu estava um pouquinho alarmada, me questionando se ele não era poderoso demais para a minha capacidade. No entanto, eu escolhi crer que Deus não me exporia à alguma situação para a qual eu ainda não estivesse preparada. Eu mandei embora o medo que estava tentando me invadir. Eu disse: "Eu o amarro na verdade em nome de Jesus e eu, Também, comando que você fale sem manifestar violentamente. Primeiramente, eu comando você para responder algumas perguntas e, então eu vou mandar você embora desta mulher, porque ela não mais lhe pertence; ela agora pertence ao Senhor Jesus".


Minha intenção naquele ponto era, meramente, descobrir que tipo de brecha ele tinha encontrado na mulher, para que eu pudesse tratar dela, fazendo com que ele a abandonasse permanentemente. No entanto, o Espírito Santo me fez sentir que, antes de o demônio sair, ele deveria me dar algumas informações para me ajudar a entender a organização demoníaca que Deus estava me permitindo conhecer, pois eu teria necessidade disso no futuro.


ASMODEUS disse-me que ele era mais importante do que os outros demônios com os quais eu me havia confrontado até agora. Ele pertencia a uma classe mais alta. Eu perguntei a ele se haviam outros espíritos no mesmo nível dele; ele disse "seis". Ele disse:" satanás é o mais alto. Ele é o nosso rei".

Ele me disse que esse  espírito da alta categoria podem viajar por todo o mundo, mas os de menores hierarquia estão amarrados nos territórios específicos. Os espíritos de hierarquia mais baixa, governam as áreas geográficas  e não podem se movimentar de um território para outro sem a permissão dos espíritos de hierarquia mais alta. Ele me informou que eles estão limitados à terra, não podem abandonar o planeta.


ASMODEUS, também me contou que os cristãos podem mandar os demônios de hierarquia mais baixa ao abismo, mas esses, de hierarquia mais alta, tem permissão de Deus para rondar a terra, como faz satanás, e que os cristãos não podem enviá-los para o abismo. O tempo de prisão ainda não chegou. Ele me deu, também, essa informação relutantemente, depois de eu Ter insistido muito. Isto não aconteceu como se eu estivesse conversando com um amigo; foi uma batalha tremenda, ele me amaldiçoava a toda a hora e sempre se recusava a dar as informações. Mas eu o repreendia em nome de Jesus e comandava para que falasse.


As suas respostas me ajudaram a colocar vários pedaços de peças de informações que eu tinha ajuntado através da ministração a muitas pessoas. Isso esclareceu muitas dúvidas em minha mente, com relação ao mundo espiritual e permitiu que eu me comprometesse mais profundamente com a batalha espiritual. Agora que eu tenho uma visão mais clara sobre quem é meu inimigo e como ele está organizado , eu me sinto melhor aparelhada para enfrentar a batalha. Essas informações me fizeram sentir um pouco mais segura.

O Senhor, também, me deu um verso de sua Palavra em minha mente: "Para que satanás não alcance vantagem sobre nós, pois não lhe ignoramos os seus desígnios."(II Coríntios 2:11).


Eu estava meio perturbada devido ao fato de que, muitos dos autores tinham afirmado, categoricamente, que os demônios sempre mentem e que nunca se deveria acreditar nas palavras que eles dizem, No entanto, muitas vezes no passado, eu comandei demônios a falar de que forma eles tinham entrado na vida da pessoa e qual tinha sido a brecha que eles tinham encontrado, para com isso poder tratar com eles e mandá-los embora. Geralmente, eles me davam informações muito adequada e foram forçados a me dizer, exatamente, o que eu precisava para acabar de quebrar o seu poder, quebrando pactos que a pessoa tinha tido, confessando um pecado, ou mesmo, perdoando, ou pedindo por uma cura de memória dolorida.


Eu senti que Deus na sua soberania suprema, poderia forçar os demônios a revelar informações verdadeiras, para provocar a sua queda.

Se assim não fosse, porque então, Jesus perguntou qual era o nome dos demônios no homem de Gadar?. Se demônios dão informações falsas Jesus não iria fazer aquela pergunta. (Marcos 5:9).

Mas por causa dessa perturbação colocada em mim por muitas pessoas que não concordam com essa posição, durante a minha confrontação com ASMODEUS, eu orei a Deus, dizendo que eu estava confiando no Senhor para me guiar nas perguntas que eu deveria fazer e que, se eu perguntasse ao demônio qualquer coisa que Deus não quisesse que  eu soubesse naquele momento, Ele comandasse ao demônio para não responder à pergunta. E, ainda, eu pedi a Deus que me ajudasse a discernir entre o demônio não responder porque ele é um ser teimoso e quando Deus não estava permitindo que ele respondesse.


Conforme meu confronto com ASMODEUS foi avançando, eu tentei obter dele o nome de outros espíritos do seu mesmo nível de autoridade, mas a sua resistência se intensificou e ele disse: "Eles que te digam". Uma vez que o corpo da mulher estava ficando muito cansado, por causa da batalha espiritual, decidi não perguntar mais nada para ASMODEUS e me concentrei em mandá-lo embora.

Quando essa mulher deixou o meu consultório, os meus pensamentos estavam saturados de medo. Eu percebi que estava começando a penetrar nas mais altas esferas das atividades demoníacas e satanás continuou me falando que eu ainda não estava preparada para isso e que estava penetrando nas regiões que eu não poderia suportar. No entanto, eu mandei calar-se, o repreendi e lembrei-lhe que como um filho de Deus, "Aquele que estava em mim era maior do aquele que estava no mundo."(I João 4:4). A Palavra de Deus me confortou e tornou-se um escudo contra os esforços de satanás para me desencorajar.

Pouco depois desse encontro com ASMODEUS, eu tive um encontro com outro paciente, um professor universitário de filosofia. Eu sabia que ele era uma pessoa letrada e então perguntei-lhe se já tinha ouvido falar no nome ASMODEUS, mencionado em alguma leitura.


"ASMODEUS? Sim", ele respondeu. "Está na Bíblia, nos livros apócrifos, no livro de Tobias, para ser exato". Eu nunca havia lido os apócrifos, mas naquela noite eu dei uma olhada em Tobias e li a respeito de Sara e como o demônio ASMODEUS havia matado cada um de seus sete maridos, antes que o casamento pudesse ser consumado. Havia uma nota no rodapé na Bíblia de Jerusalém que diz que ASMODEUS significava "aquele que mata" e que seu nome aparece no testamento de Salomão, onde ele é considerado o inimigo da união conjugal.

Eu estava pensando sobre aquele rodapé quando, de repente, as peças do quebra-cabeça se encaixaram e eu glorifiquei a Deus pela resposta à minha oração. No dia anterior, eu tinha pedido a ele para me revelar o nome do demônio e Ele acabara de fazer isso.


Num dos dias seguintes eu tinha um encontro com aquela mulher que  estava tendo problemas conjugais. Uma amiga minha, que tem o Dom de profecia e palavra de conhecimento, estava lá para me ajudar a ministrar a essa mulher. Eu estava ansiosa para tentar me utilizar da nova informação. Logo que ela chegou, nós começamos nosso confronto com aqueles  poderes. Eu não mencionei nada e ela dessas coisas que tinha encontrado no dia anterior.

Curvamos nossa cabeça e pedimos a Deus que nos protegesse e que nos apoiasse naquilo que íamos fazer. Eu respirei fundo e disse firmemente: "ASMODEUS, em nome de Jesus, se você é o que está atacando o casamento dessa mulher, eu comando que você se manifeste".


Eu fiquei impressionada com a reação imediata. "Espiã louca". , Foram as primeiras palavras que saíram da boca da mulher.

Meu coração começou a bater rapidamente. Eu estava ansiosa e, ao mesmo tempo, com muito medo. "Muito bem ASMODEUS! Você não vai amaldiçoar a mulher que me informou o teu nome. Eu quebro o poder da tua maldição sobre ela. E, Senhor, eu peço que a proteja".

Então eu perguntei: "ASMODEUS, como você pode ficar em mais de uma pessoa ao mesmo tempo?" Ele ficou furioso e me respondeu e eu podia notar a sua fúria, mas por causa de meu comando para falar a verdade, estava tendo efeito nele e ele estava sendo forçado a falar.

"Eu não vivo permanentemente em ninguém", ele me esclareceu, "mas quando alguém está se envolvendo numa aventura, eu venho para defender os meus interesses."

Qual é a área de seu interesse, além de quebrar casamentos? Perguntei.

"Todo prazer é meu" foi a resposta. "Luxúria, sexo, vício, adultério, homossexualismo, glutonaria, todas estas coisas divertidas".

Então quer dizer que cada demônio do seu nível tem sua área de influência? Perguntei.

"Sim naturalmente". Disse ASMODEUS.

"Então quais são os nomes dos outros grandões" Perguntei.

"Eu já disse que eu não vou te responder. Descubra por si mesma, esse é o seu trabalho". Disse ele.


Então como ele se recusou a responder, eu decidi  perguntar aos outros diretamente, quando o fiz, começaram a acontecer mudanças muito evidentes na personalidade da mulher. Uma voz começou a falar em alemão. Minha amiga que estava me ajudando a ministrar disse: "MENGUELESH". Eu estava surpresa porque um demônio havia sido identificado com aquele nome, mas eu nunca poderia imaginar que ele pertencesse à alta hierarquia.

Não houve resposta audível através da boca da mulher, mas minha amiga recebeu resposta através do seu Dom de revelação. Ela me informou que ele havia dito que ele era "Destruição" e que ele havia destruído todos os judeus através de Joseph Mengele, "carrasco" de Hitler. "Eu é que inspirei seus experimentos, eu gosto de destruir os corpos", disse ele.


Depois de MENGUELESH ter ido embora, continuei a pressionar para que outros demônios  chefes presentes se manifestassem. A mulher que estava sendo ministrada disse que ela estava recebendo palavras que pareciam ser respostas para as minhas perguntas. O resto da informação veio dessa forma. DAMIAN disse que o seu trabalho era "bloqueio e resistência". A mulher viu uma grande parede quando ela disse isso, então BEELZEBÚ deu seu nome e ÁRIOS disse que a sua esfera era a guerra, violência, orgulho e superioridade. O último nome que veio foi "NOSFERATUS". A mulher viu a palavra escrita numa visão. Finalmente comandei todos presentes para saírem  dessa mulher e pedi que o Senhor a enchesse com sua presença.


O Senhor me deu muitas oportunidades para testar essa informação. Eu tentei o nome "ASMODEUS" numa mulher que tinha problemas na área de lascívia e vícios e a manifestação foi imediata. A mesma coisa aconteceu com um moço que eu estava tentado lidar com o  seu homossexualismo. Eu tentei o nome "MENGUELESH" num homem que parecia Ter uma dor de cabeça psicossomática e a resposta foi imediata. BEELZEBÚ manifestou-se numa jovem senhora e me informou que havia trabalhado na área de falsa doutrina e religiosidade. Um demônio num homem me contou que "NOSFERATUS" gastava muito de seu tempo na Europa porque haviam muitas famílias aristocráticas que haviam vendido a sua alma ao demônio e que NOSFERATUS as tinha sob o seu controle através da herança espiritual. Muitas vezes eu fui capaz de confirmar a informação relacionada a esses seis demônios.


Dois anos depois, Marco, meu companheiro de ministério, estava orando no nosso escritório. Marco tem Dom de revelação muito bem desenvolvido. Deus, então, começou contar-lhe os nomes das forças demoníacas trabalhando debaixo desses seis demônios chefes.

A informação seguinte que nós recebemos, foi através da libertação de uma mulher de  nossa igreja. Nós aprendemos os nomes dos três governadores locais de Costa Rica, que trabalham debaixo de ASMODEUS, DAMIAN e MENGUELESH.

Logo depois, Marco e eu estávamos para viajar para os Estados Unidos, para ensinar e ministrar libertação. Nós oramos e pedimos a Deus para nos revelar os nomes dos governadores demoníacos locais nos Estados Unidos, de forma que, pudéssemos quebrar seus poderes antes de entrar naquele território. Esses nomes vieram a Marco, mas nós não tivemos nenhuma confirmação sobre eles. Durante esse processo, aconteceram três coisas que devem ser mencionadas.


Quando nós estávamos pedindo a Deus para revelar o governador do E.U.A. sob MENGUELESH, Marco teve uma visão, ele viu uma ponte ligando Costa Rica aos U.S.A. e então ele ouviu MENGUELESH me amaldiçoando em inglês.

Outra coisa que aconteceu foi quando eu recebi as palavras APOLLION "destruidor". Quando Marco ouviu, ele teve uma visão. Ele viu o edifício do Pentágono e os líderes militares numa reunião em seu interior. Eles estavam escolhendo o nome de um navio. Este demônio estava sobre o edifício e ele estava inspirando esses homens para dar o nome ao navio em honra a ele. Eles escolheram o nome "Destruidor".

A terceira experiência que nós tivemos foi que Marco foi fisicamente atacado enquanto nós estávamos pedindo a Deus para nos revelar esses nomes. Tive que impor as minhas mãos sobre ele, pedir proteção sobre ele e comandar a todas as forças demoníacas que haviam vindo contra ele, que fossem embora.


Naquele momento, eu também pedi a Deus para revelar os poderes demoníacos sobre os continentes e Marcos recebeu os nomes que estão no quadro, (última folha desta apostila)Marco também ouviu essa mensagem: "Havia um sexto continente que agora está submerso, ele foi destruído porque o mal havia prevalecido demasiadamente naquele lugar. O espírito que estava sobre aquele continente está agora aprisionado numa câmara de trevas.

Três dias depois, quando Marco e eu estávamos viajando para Miami, um missionário amigo meu, ofereceu-se para pagar minha passagem de Miami para Los Angeles, para que eu pudesse visitar sua igreja local. Eu disse a ele que não poderia estender minha viagem, mas logo depois me lembrei de um sonho que eu havia tido naquela manhã. No sonho eu me vi num lugar que parecia uma universidade americana, conversando com Peter Wagner. Naquele momento não conhecia Peter pessoalmente. Eu sabia a respeito dele e sabia, também, que ele ensinava no Fuller Theological Seminary em Passadena. Aquele sonho me fez reconsiderar a oferta de meu amigo.


Eu perguntei, então ao Marco, se ele gostaria de passar aqueles dias, depois do seminário, sozinho em Miami, ou voltar para Costa rica, de forma que eu pudesse ir a Los Angeles. Logo depois ele disse: "Não, porque Deus está me falando que Ele precisa de nós dois em Los Angeles. Ele me falou que nós vamos ministrar lá, também".

E isso foi exatamente o que aconteceu. Um nosso amigo ofereceu-se para pagar a passagem de marcos para Los Angeles. Nós visitamos a igreja local do nosso amigo e também ministramos em duas igrejas conforme Marcos disse que nós faríamos e eu falei com Peter Wagner no Fuller Theological Seminary exatamente como eu me vi no sonho!.


Quando primeiramente eu me encontrei com Peter, eu pedi a Deus: "que é que eu vou falar para ele? Porque você me trouxe aqui para me encontrar com ele? A resposta foi: "Mostra o teu quadro de hierarquia demoníaca". Quando eu fiz isso, Peter se interessou muito, porque ele estava exatamente naquele momento investindo a respeito do assunto de espíritos territoriais.

Esse incidente confirmou para mim que, mesmo que o meu quadro não estivesse cem por cento correto, ele continha informações válidas o suficiente para justificar o fato de Deus me ter trazido de Costa Rica para Los Angeles para apresentá-lo a Pter Wagner e a Charles Kraft.

Mais tarde, naquele mesmo ano (1988), o Dr. Charles Kraft convidou Marco e a mim para participar de um seminário de treinamento chamado "Lidando Decisivamente Com Poderes Espirituais", em Pasadena. Naquele seminário, eu apresentei a informação a respeito da hierarquia demoníaca e depois disso, o Dr. Charles Kraft me convidou para participar do Congresso de Manilla com o mesmo propósito. A última coisa que aconteceu para me convencer que existe validade e aplicabilidade na informação contida naquele quadro, foi o incidente que se segue.

 



(continua)

Voltar