Coração 4 de 5 semanas

03 JAN 2018
03 de Janeiro de 2018

180103 Coração 4 de 5 semanas

*Nesse ponto, um homem que estava no meio da multidão lhe falou: Mestre, ordena a meu irmão que reparta comigo a herança. Mas Jesus lhe respondeu: Homem, quem me constituiu juiz ou partidor entre vós?  Então, lhes recomendou: Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui.  E lhes proferiu ainda uma parábola, dizendo: O campo de um homem rico produziu com abundância.  E arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei, pois não tenho onde recolher os meus frutos?  E disse: Farei isto: destruirei os meus celeiros, reconstruí-los-ei maiores e aí recolherei todo o meu produto e todos os meus bens.  Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te.  Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?  Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus.* Lucas 12:13-21

 

O terceiro inimigo do coração? A ganância. Trata-se de sentirmos que merecemos cada vez mais riquezas e bens deste mundo. A ganância diz: “Eu devo a mim mesmo”.

 

Jesus disse: “Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância”. Por quê? Porque dos quatro sentimentos do coração que estamos considerando, a ganância é a mais sutil. Ela pode fazer morada no seu coração e lá viver durante anos sem ser percebida. O coração desprotegido é altamente suscetível a essa doença debilitante. E é uma doença difícil de diagnosticar – e especialmente de se diagnosticar sozinho.

 

Jesus continuou revelando a mentira que alimenta toda ganância: “A vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens”. Mas será que as pessoas não sabem disso? Será que elas realmente acreditam que a vida delas tem o mesmo valor daquilo que possuem? A resposta é não e sim. Não, nem todo mundo sabe disso. E sim, há aqueles que pensam que sua vida consiste praticamente na soma dos seus bens. E muitos de nós hoje estamos inclinados a crer nisso, mais do que se possa imaginar.

 

Depois de contar parábolas, Jesus deu a Sua definição de pessoa gananciosa: alguém que armazena coisas para si mesmo, mas não é rico em relação a Deus. Ser “rico em relação a Deus”, segundo as palavras de Jesus, é ser generoso para com os necessitados. Uma pessoa gananciosa é aquela que economiza com cuidado, mas dá pouco aos outros.

 

Dar generosamente irá libertá-lo das garras da ganância. Então, quer você acredite que tem recursos sobrando ou não, doe generosamente. Você deve doar o ponto de obrigá-lo a ajustar o seu estilo de vida. Se você não estiver disposto a dar a ponto de que essas quantias impactem seu estilo de vida, então, de acordo com Jesus, você é ganancioso. Se você estiver consumindo a ponto de ter pouco ou nada sobrando para doar, você é ganancioso. Se você está consumindo e economizando ao ponto de não sobrar nada, ou quase nada para oferecer, você é ganancioso.

 

Eu sei que essas minhas palavras são fortes. Na verdade, são duras mesmo.

 

Mas é verdade.

 

Derrote o poder da ganância pelo hábito de doar generosamente. É um hábito transformador.

 

Avalie a sua generosidade com relação às suas doações ao longo dos últimos doze meses. O que as suas doações dizem sobre o seu coração? Ore a respeito do que significaria para você subir para um novo nível de generosidade nos próximos doze meses.

 

Autor: Andy Stanley via YouVersion

Voltar