Coração 2 de 5 semanas

20 DEZ 2017
20 de Dezembro de 2017
*Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós* 1 João 1:5-10


O primeiro inimigo do coração é a culpa. A culpa é o resultado de ter feito algo que consideramos errado. A mensagem de um coração carregado de culpa é: “Eu devo”!

Considere o homem que fugiu com outra mulher e abandonou a família. Sem perceber isso no momento, acabou roubando alguma coisa de cada membro da família.  Privou a esposa dele de seu futuro, sua segurança financeira e sua reputação como esposa. Do ponto de vista de seus filhos, esse homem roubou o natal deles, as tradições, a segurança emocional e financeira, os jantares de família, e assim por diante.

Já o homem que causou tudo isso não pensa no que ele possa ter roubado. De início, ele pensa naquilo que ganhou. Mas assim que a sua filhinha lhe perguntar por que ele não ama mais a mamãe, o coração dele vai se agitar. Agora ele se sente culpado. O papai está em dívida.

Pagar essa dívida será o mínimo a fazer para aliviar um coração do peso da culpa. As pessoas tentam buscar alívio trabalhando, servindo, doando e até mesmo rezando. Porém, a quantidade de boas obras, serviços comunitários, doações a entidades beneficentes ou domingos num banco de igreja, nada poderá amenizar o remorso. A culpa é uma dívida e deve ser paga ou anulada para que um coração culpado se torne mais leve.

Como você derrota sua culpa? A resposta se encontra num dos primeiros versículos da Bíblia que memorizei quando criança: *Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça* 1 João 1:9 (NVI).

A confissão tem o poder de quebrar o ciclo do pecado. E, como a maioria dos medicamentos, funciona quando aplicada corretamente. A aplicação adequada acontece quando confessamos nossos pecados, não apenas a Deus, mas também àqueles contra quem pecamos.

Em geral uma pessoa culpada é reincidente. E enquanto você estiver guardando um segredo, enquanto está tentando tranquilizar a sua consciência ao dizer a Deus o quanto está arrependido, está se preparando para repetir o passado. No entanto, se você começar a confessar os seus pecados às pessoas contra quem pecou, provavelmente você não voltará a cometer essas ofensas.

Confesse tanto a Deus quanto aos outros, e você irá destruir esse inimigo do seu coração.

Você está se sentindo culpado pelo quê? Confesse seu pecado a Deus e a quem você tenha ferido. Faça isso hoje mesmo.

Autor: Andy Stanley via YouVersion
 

Voltar